Criando um Gráfico Baseado em Mapa no Fusion Tables


<< Leia antes: “Criando um Gráfico Dinâmico no Fusion Tables

Criar gráficos baseados em mapas do Google, através do Fusion Tables, certamente é uma das funcionalidades mais interessantes do recurso. Os gráficos baseados em mapas do Google fornecem a exata visão do Google Maps, porém com algumas camadas sobrepostas com os dados que deseja visualizar no mapa. Atualmente, no Fusion Tables, podemos plotar marcadores simples ou pontos simples, multicoloridos, mapas termográficos, mapas de intensidade ou “choropleth maps“, como também são denomidados.

Um recurso mais avançado permite importar arquivos KML contendo as coordenadas que delimitam uma região, território ou uma rua, segmento etc e utilizar estes recursos para criar mapas de intensidade customizados, desenhando polígonos sobre o mapa. Sem dúvida, um recurso muito interessante!

Neste artigo, vamos falar sobre a geocodificação do Google (mandatória para utilização deste recurso) e sobre os gráficos simples que plotam pontos ou marcadores no mapa nas localizações determinadas, informando alguns valores presentes na tabela.

Dados de Localização e Geocodificação

O Google possui ferramentas próprias para geocodificar uma localização, ou seja, obter suas coordenadas geográficas: latitude e longitude. Se você desejar ler mais sobre geocodificação, vejaGeocode e sua importância para as empresas de hoje.

Também oferecemos uma ferramenta gratuita para geocodificar endereços, fora do Fusion Tables: Geocoder – Geocodificador (ScientiaArca)

Figura 1: Geocodificar os dados da tabela

Figura 1: Geocodificar os dados da tabela

Para geocodificar as localizações que você carregou nas tabelas do Fusion Tables, é necessário determinar o tipo de dados como “Location”. Se não foi determinado como tal no momento da importação, poderá ser alterado posteriormente (figura 1). Clique sobre a seta para baixo no rótulo da coluna que contém a localização (pode ser um endereço completo, um bairro, cidade, estado) e selecione “Change…”.

Em seguida, em “Type”, escolha “Location” no menu.

Para iniciar a geocodificação, clique em “File” no menu superior e selecione “Geocode…” Em “Location column”, selecione a coluna que contém os dados de localização (e marcado com o tipo “Location”). Você pode querer adicionar uma dica de localização em “Add location hint”. Por exemplo, suponha que você carregou os dados de cidade e estado como localização. Para evitar que o Google se confunda com uma cidade de outro país e obtenha as coordenadas incorretas, insira “Brasil” no campo de dica. Clique em “Begin geocoding” e aguarde o processamento dos dados.

Criando um Gráfico de Marcadores

Figura 2: Adicionar novo mapa

Figura 2: Adicionar novo mapa

(figura 2) Clique no botão vermelho “+” e selecione “Add map”. Automaticamente, o Fusion Tables selecionará o gráfico de marcadores, com pontos vermelhos em todas as localizações existentes na tabela e uma coluna de localização geocodificada. Se a tabela possuir mais de uma localização geocodificada, selecione a coluna desejada na opção “Location”.

Para modificar o design do gráfico, clique em “Change feature styles…” (figura 3). Para o gráfico de marcadores (“markers”), três opções podem ser utilizadas: “Fixed” para apenas plotar as localizações com um marcador customizável mas padrão para todos os pontos, “Column” para utilizar os valores de uma coluna da tabela do Fusion Tables como determinantes do marcador a utilizar para cada ponto ou “Buckets” onde é possível determinar até 10 marcadores diferentes para um determinado valor dentro de um intervalo, configurado na opção “Divide into” (exemplo: municípios de 1.000 a 20.000 habitantes, utilizar um ponto azul, de 20.000 a 40.000 habitantes, utilizar um ponto vermelho, e assim por diante.)

Para utilizar uma escala absoluta no mapa com “buckets” ou “bolsões”, selecione a coluna que contém o valor da linha em “Column” e clique em “Use this range” (usar este intervalo).

Figura 3: Customizando um gráfico de marcadores

Figura 3: Customizando um gráfico de marcadores

.

.

.

.

Se gostou compartilhe clicando nos botões abaixo e participe deixando um comentário com críticas, sugestões, complementação etc!

1,137 total views, 2 views today

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *