Como Criar Mini Gráficos de Tendência: Colunas


Nos propósitos de visualização dos principais KPIs, ou indicadores chave, de um determinado âmbito de atividade, concebeu-se a idéia de dashboard.

.

O dashboard é um “painel de navegação”, com um espaço mais compacto, deve oferecer a visualização de informações mais relevantes para o relatório desejado. Em função do espaço reduzido, há necessidade de utilizar algumas composições gráficas mais diferenciadas (e compactas). Os mini gráficos atendem essa necessidade muito bem.

Neste artigo, demonstro como criar mini gráficos dentro das células, em qualquer versão do Excel. Eles parecem-se como na figura 1. Você pode fazer download da planilha de modelo, clicando aqui.

Figura 1: Painel com mini gráfico de tendência

Figura 1: Painel com mini gráfico de tendência

Visualizações

Os mini gráficos podem ser utilizados para exibir uma informação de histórico mais longo, uma tendência, sem necessariamente exibir os números, mas apresentando outros indicadores chave, como abaixo (figura 2).

Figura 2: Indicador chave e gráfico de tendência

Figura 2: Indicador chave e gráfico de tendência

Como Criar Mini Gráficos de Colunas de Tendência em Dashboard

Tal qual um gráfico de coluna normal, podemos representá-lo dentro de uma célula única utilizando a função =REPT(), que tem como utilidade, unicamente, repetir um caracter ‘n’ quantidade de vezes. Então, iremos basicamente repetir um caracter uma determinada quantidade de vezes igual ao valor da série de dados.

Neste caso utilizaremos o caracter “|”, e outras variações que podem ser feitas para criar imagens diferentes: =REPT(“|”;C2), onde C2 será a célula que contém os dados. Então, se temos o valor de 5 na célula, a fórmula repetirá o caracter cinco vezes.

Como iremos criar um gráfico de série, para representar a tendência, necessitamos fazer referência aos dados da série, utilizando a fórmula REPT() concatenada, através do sinal de “&”, para cada coluna, intercalado pela função =CARACT(10), que funciona como a tecla ENTER (quebra de linha). Como abaixo:

=REPT(“|”;C3)&CARACT(10)&REPT(“|”;D3)…

Figura 2: Alinhando as barras de tendência

Figura 3: Alinhando as barras de tendência

Clique com o botão direito sobre a célula e selecione a opção “Formatar células…”.

Na guia “Alinhamento”, marque a opção “Quebrar texto automaticamente”. Na caixa de rotação, alinhe o marcador para 90 graus, conforme a figura 3.

O gráfico construído com as fórmulas descritas anteriormente funciona bem com uma série de dados com valores baixos.

Idealmente, para construir um gráfico de tendência, precisamos utilizar a fórmula REPT com valores percentuais relativos ao total da série.

Desta forma, utilizamos a fórmula: =REPT(“|”;C3/SOMA($C3:$K3)*100), onde “C3/SOMA($C3:$K3)” é a divisão do valor da célula atual pelo total da série de dados. Em seguida, multiplica-se por 100 (“*100”) para obter um valor maior que 0. A figura 4, demonstra os valores da série de dados em números relativos, percentual, do total, que são os valores obtidos na fórmula para referência do mini gráfico.

Figura 4: Valores relativos para determinar tendência

Figura 4: Valores relativos para determinar tendência

Concatenando todas as fórmulas, que se referem à cada célula, a fórmula final é:

=REPT(“|”;C3/SOMA($C3:$K3)*100)&CARACT(10)&REPT(“|”;D3/SOMA($C3:$K3)*100)&CARACT(10)&REPT(“|”;E3/SOMA($C3:$K3)*100)&CARACT(10)&REPT(“|”;F3/SOMA($C3:$K3)*100)&CARACT(10)&REPT(“|”;G3/SOMA($C3:$K3)*100)&CARACT(10)&REPT(“|”;H3/SOMA($C3:$K3)*100)&CARACT(10)&REPT(“|”;I3/SOMA($C3:$K3)*100)&CARACT(10)&REPT(“|”;J3/SOMA($C3:$K3)*100)&CARACT(10)&REPT(“|”;K3/SOMA($C3:$K3)*100)

Ajuste a fonte e o tamanho para o comprimento do gráfico desejado. Normalmente, utilizamos o tamanho 6.

.

.

.

.

.

Se gostou compartilhe clicando nos botões abaixo e participe deixando um comentário com críticas, sugestões, complementação etc!

1,690 total views, 1 views today

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *